The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

Certificação para o setor residencial contempla quesitos sociais

Certificação para o setor residencial contempla quesitos sociais
Pin It

A nova versão da Certificação GBC Brasil Casa
privilegia ações de educação e a legalidade da obra

Criada em 2014 pelo Green Building Council Brasil (GBC Brasil), a Certificação GBC Brasil Casa ganhou este ano uma atualização e oferece aos interessados em certificações sustentáveis duas versões, uma para residências unifamiliares e outra para condomínios, sejam conjuntos de casas ou edifícios.

A certificação fornece as ferramentas, metodologia e o conhecimento necessário para projetar, construir e operar residências e condomínios com alto desempenho econômico, social e ambiental no setor residencial. A pontuação para que se atinja a certificação foi definida com base no alinhamento aos temas prioritários para o Brasil e para o setor residencial.

A ponderação para atendimento dos créditos distribuídos entre as categorias implantação, uso eficiente da água, energia e atmosfera, materiais e recursos, qualidade do ambiente interno, requisitos sociais, inovação e projeto e créditos regionais, seguem a seguinte disposição: 28% Mudanças Climáticas; 22% Saúde e Bem Estar; 20% Benefícios Econômicos; 12% Recursos Hídricos; 10% Biodiversidade; 8% Comunicação e Educação. A certificação também inclui conceitos de saúde, bem estar e conforto dos ocupantes, de forma transversal nas diversas categorias da certificação.

Certificação Casa x LEED − A Certificação GBC Brasil Casa é derivada da certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design ou Liderança em Energia e Projeto Ambiental), aplicado em 165 países. O processo de certificação, a pontuação e os níveis de certificação possíveis são os mesmos para a Certificação GBC Brasil Casa e o LEED. Porém, há alguns pontos em que as certificações se diferem. Um deles diz respeito às normas em que são baseadas. A Certificação GBC Brasil Casa se baseia e normas brasileiras (Procel, ABNT, etc.). Já o LEED é calçado em normativas norte-americanas e algumas europeias. Os 165 países em que o LEED está presente têm que se adaptar a essas normas.

As categorias para a certificação também são as mesmas. Porém, a Certificação GBC Brasil Casa recebeu uma categoria importante para esse segmento, que é a de Requisitos Sociais. Essa categoria verifica: legalidade, educação, acessibilidade, dentre outros.

Felipe Faria, diretor executivo do GBC Brasil e presidente regional da Rede das Américas explica que as obras residenciais ainda padecem de grande informalidade. “Dessa forma, a categoria atesta se a documentação do trabalhador está em dia, a capacitação profissional dele, se tem cursos de segurança no trabalho e de atuação responsável, como reciclagem de resíduos da obra, entre outros”, conta o executivo. Essa classificação vale 5 pontos na certificação.

O processo de auditoria e certificação é segmentado em duas fases, a do projeto e a da obra em si, o que facilita o processo de certificação e beneficia o empreendedor no momento de comercialização do projeto ou na busca de incentivo financeiro relacionado a políticas públicas.

O GBC Brasil passa a contar com a parceria do Bureau Veritas, líder mundial na avaliação de conformidade e certificação, que realizará a auditoria, incluindo verificação in loco das edificações a serem certificadas.

O Bureau Veritas já realizou a auditoria de três projetos: a Casa Eudóxia, localizada em Campinas (SP) e certificada Nível Ouro; a Casa de Henrique Cury, localizada em São Paulo (SP) e certificada Nível Ouro; Terra Mundi, condomínio localizado em Goiânia (GO), em processo final de auditoria. Além desses, o GBC Brasil registra atualmente 11 projetos pilotos de condomínios, nos estados de Goiás, São Paulo, Santa Catarina e Paraná. Já na modalidade de residências unifamiliares, são 9 projetos pilotos e 21 residências na versão da certificação, somando 41 projetos registrados.

Benefícios das edificações verdes − Como benefício aos futuros moradores das casas e apartamentos certificados, além dos ganhos econômicos durante a operação da edificação e o fomento ao respeito ao meio ambiente, temos ambientes e espaços mais confortáveis e que oferecem melhorias à saúde e ao bem-estar dos usuários.

Ainda segundo Felipe Faria, as razões para a crescente procura pela certificação sustentável em construções residenciais são vantagens como reduções dos custos operacionais, aliadas às melhorias no conforto, qualidade, saúde e bem-estar para os ocupantes. “Além disso, fatores como a propensão de 80% dos consumidores em aceitar investir mais em imóveis certificados; a garantia ao incorporador, aos clientes e demais interessados sobre o respeito às normas técnicas e aos parâmetros de qualidade; as concretas perspectivas de políticas públicas endereçando vantagens a estas edificações são benefícios ímpares para as construções verdes”, afirma o executivo.

Sobre o GBC Brasil − O Green Building Council é uma organização sem fins lucrativos, presente em 80 países e com certificações em 165 países, com a missão de transformar a indústria da construção civil e a cultura da sociedade em direção à sustentabilidade. O GBC Brasil atua para desenvolver a indústria da construção sustentável no país, utilizando as forças de mercado para conduzir a adoção de práticas de green building em um processo integrado de concepção, implantação, construção e operação de edificações e espaços construídos, contribuindo para garantir o equilíbrio entre desenvolvimento econômico, impactos socioambientais e uso de recursos naturais, visando a melhoria da qualidade de vida e bem-estar da atual e das futuras gerações. Suas atividades são focadas em capacitação profissional, disseminação de informações, relações governamentais e promoção das certificações LEED e Referencial GBC Brasil Casa.

Sobre o mercado de construções verdes no Brasil − O mercado de construções verdes no Brasil tem se consolidado nos últimos 10 anos, com o engajamento de toda a cadeia produtiva da construção civil, que envolve construtoras, arquitetos, fornecedores de produtos e serviços, entre outros players desse mercado. Em um ranking de 165 países onde a certificação para construções verdes LEED (Leadership in Energy and Environmental Design ou Liderança em Energia e Projeto Ambiental) se faz presente, o Brasil ocupa a 4ª posição com 1.230 projetos registrados e destes, 423 certificados (LEED) e 43 projetos registrados e destes, 3 certificados (Casa). Em 2016, mesmo diante de aspectos pessimistas do ponto de vista econômico e político do país, a construção sustentável apresentou outra realidade, com um dos melhores desempenhos em termos de novos projetos registrados buscando uma certificação. Foram 205 projetos novos (LEED e Casa), sendo que o recorde é de 2012 (209), segundo o Green Building Council Brasil (GBC Brasil).

Sobre o Bureau Veritas − Fundado em 1828, o Bureau Veritas é líder mundial em Testes, Inspeções e Certificação (TIC), reconhecido e acreditado internacionalmente. Distingue-se pelos seus valores de integridade, ética, consultoria imparcial, foco no cliente e segurança no trabalho. O Bureau Veritas apoia as empresas a enfrentar os desafios crescentes de qualidade, segurança, proteção ambiental e responsabilidade social, oferecendo soluções inovadoras que vão além do mero cumprimento de normas e regulamentações, reduzindo o risco, melhorando o desempenho e promovendo um desenvolvimento sustentável.

(Com informações da M.Free Comunicação)

Pin It

Cadastre seu e-mail

Saiba das novidades em primeira mão.
Cadastre-se em nosso portal.